Conecte-se

Poder

#INTERNACIONAL

OMS alerta para o aumento de casos de câncer no mundo | Extrema direita de Israel manifesta contra o envio de comida a Gaza | Rússia aprova lei que confisca bens de cidadãos contrários ao governo

Em 2050, cerca de 35 milhões de casos de câncer serão detectados. Militantes israelenses tentam bloquear a passagem de caminhões com alimentos enviados para a Faixa de Gaza. Lei permite ao governo russo confiscar os bens de cidadãos que moram no exterior, críticos ao governo

Danilo Rocha Lima e Diogo Oliveira, do Volta ao Mundo em 180"
#INTERNACIONAL2 de fev. de 245 min de leitura
Danilo Rocha Lima e Diogo Oliveira, do Volta ao Mundo em 180"2 de fev. de 245 min de leitura

Começamos com um alerta feito pela Organização Mundial da Saúde. O mundo deve conhecer uma explosão no número de casos de câncer, nos próximos anos. Em 2050, cerca de 35 milhões de casos serão detectados, ou seja, um aumento de 77% em relação aos 20 milhões de casos registrados no planeta, em 2022.

Em 2050, cerca de 35 milhões de casos de câncer serão detectados Foto: Valerii Apetroaiei / Adobe Stock
Em 2050, cerca de 35 milhões de casos de câncer serão detectados Foto: Valerii Apetroaiei / Adobe Stock

O aumento rápido no câncer no mundo se deve ao envelhecimento e crescimento da população, mas também à exposição a diversos fatores de risco, como o álcool, o tabaco, a obesidade e a poluição do ar. Quase 10 milhões de pessoas morreram da doença em 2022, sendo que o câncer de pulmão é o mais frequente.

Nos próximos anos, um em cada 5 humanos desenvolverá a doença no planeta. O câncer é a segunda maior causa de mortes no mundo, atrás somente das doenças cardiovasculares. A OMS diz que é preciso avançar na pesquisa para vacinas e melhorar o modo de vida e alimentação da população no mundo, para combater a doença.

Deputados peronistas abandonaram a sessão que discute a famosa lei ônibus. Foto: Honorable Cámara de Diputados de la Nación
Deputados peronistas abandonaram a sessão que discute a famosa lei ônibus. Foto: Honorable Cámara de Diputados de la Nación

Notícias da Argentina, onde os deputados peronistas da oposição ao governo do presidente Javier Milei, abandonaram a sessão que discute a famosa lei ônibus. Essa lei é um pacote de medidas econômicas e políticas, destinadas a dinamizar a economia do país. A oposição deixou o plenário por causa dos confrontos entre a polícia e manifestantes nos arredores do Congresso argentino. Mesmo assim, o projeto continua sendo debatido.

As projeções apontam que o governo deve ter votos suficientes para aprovar nas próximas horas o projeto, considerado vital para o governo Milei. Mas, o texto que já perdeu centenas de artigos, agora abriu mão de um outro capítulo fiscal, que buscava assegurar o déficit zero nas contas do país.

Manifestantes israelenses protestam contra o envio de ajuda humanitária enviada para a Faixa de Gaza. Foto: Eyad El Baba  / UNICEF
Manifestantes israelenses protestam contra o envio de ajuda humanitária enviada para a Faixa de Gaza. Foto: Eyad El Baba  / UNICEF

Passamos agora para o Oriente Médio. Na cidade de Kerem Shalom, há uma semana, manifestantes israelenses, a maioria de grupos de extrema direita, manifestam contra o envio de ajuda humanitária enviada para a Faixa de Gaza. A cidade fica na fronteira com o enclave palestino.

Por isso, os militantes tentam bloquear a passagem de caminhões com alimentos enviados para a Faixa de Gaza. Segundo os manifestantes, a intenção é espalhar a fome no enclave, para enfraquecer o inimigo e ganhar a guerra.

Sindicatos de agricultores da França anunciaram o fim dos bloqueios das estradas no país. Foto: Kakoula10 / Wikimedia Commons
Sindicatos de agricultores da França anunciaram o fim dos bloqueios das estradas no país. Foto: Kakoula10 / Wikimedia Commons

Depois de semanas de protestos, os principais sindicatos de agricultores da França anunciaram o fim dos bloqueios das estradas no país. A decisão foi tomada depois de anúncios do governo francês, com ajudas financeiras e relaxamento em regulações ambientais. Os protestos também afetam outros países na Europa, como na Bélgica, Alemanha, Grécia e Polônia.

Estados Unidos aprovaram uma série de ataques a alvos iranianos. Foto: US Army
Estados Unidos aprovaram uma série de ataques a alvos iranianos. Foto: US Army

E os Estados Unidos aprovaram uma série de ataques a alvos iranianos na Síria e no Iraque. A medida foi tomada em retaliação ao ataque que matou três soldados americanos, no início da semana, na Jordânia.

Câmara baixa do parlamento da Rússia aprovou uma lei que permite ao governo confiscar os bens de cidadãos contrários ao regime. Foto: Parlamento Russo
Câmara baixa do parlamento da Rússia aprovou uma lei que permite ao governo confiscar os bens de cidadãos contrários ao regime. Foto: Parlamento Russo

Enquanto isso, a câmara baixa do parlamento da Rússia aprovou uma lei que permite ao governo confiscar os bens de cidadãos que moram no exterior e que se mostram contrários ao regime e à guerra na Ucrânia.

Lembrando que uma banda de rock foi presa na Tailândia e deportada por suas mensagens contra o governo de Vladimir Putin, que faz pressão em outros países para que façam o mesmo.

Meta faturou 658 bilhões de reais no ano passado. Foto: Nokia621 / Wikimedia Commons
Meta faturou 658 bilhões de reais no ano passado. Foto: Nokia621 / Wikimedia Commons

E terminamos com notícias da Meta, dona do Facebook, Instagram e WhtasApp, que faturou 658 bilhões de reais no ano passado e um aumento de 62% nos lucros, impulsionado pelo uso da Inteligência Artificial.

Estamos no seu tocador de podcast favorito. Imagem: Headline
Estamos no seu tocador de podcast favorito. Imagem: Headline

Acompanhe a gente todo dia, procure pelo Volta ao Mundo em 180 Segundos no seu tocador de podcasts preferido e na playlist “Caminho Diário”, do Spotify.

Ouça também:

#INTERNACIONAL
CÂNCER
ARGENTINA
FRANÇA
EUA